terça-feira, 9 de janeiro de 2018

História e tipos de moeda

1. Distingue troca directa de troca indirecta.
R. A troca direta, e trocar um produto por outro e troca indireta é troca o produto pelo seu valor em moeda.
2. Apresenta exemplos de bens que tenham sido utilizados como moeda.
R: Sal, conchas e peles.
3. Define moeda-mercadoria.
R. Moeda mercadoria, são produtos que já foram usados como mercadoria
4. “Para que um bem apenas sirva como moeda, esse bem deve ser inútil”. Justifica.
R: Um bem inútil tem de ser um bem monetário, ou seja, so é usado como moeda.
5. Indica as características que um bem deve apresentar para funcionar adequadamente como moeda.
R. Tem de ser um bem inútil, tem de ter um custo monetário e tem de ser genericamente aceite por todos nas trocas.
6. Define moeda de papel (primeiras notas).
R. Moeda papel, era um papel com o valor do ouro que podemos receber, e convertível,  e vamos buscar esse ouro ao cambista.
7. Explicita o conceito de moeda fiduciária (da expressão latina fiduciariu, que depende de confiança).
R: Moeda fiduciária, é a moeda que as pessoas não têm medo de receber porque sabem que o resto das pessoas têm confiança e que vão aceitar nas trocas.
8. Explicita o conceito de papel-moeda.
R: A moeda é inconvertível.
9. Define moeda escritural.
R. As pessoas escrevem o tanto de moedas que dão em papel.
10. Define moeda de plástico.
R: A moeda de plástico são os cartões.
11. Define moeda electrónica.
R: São as transferências de dinheiro.
12. Relaciona a evolução tecnológica com o processo de desmaterialização da moeda.
R: Ao longo do tempo a moeda foi ficando cada vez menos visível, primeiro em moedas, depois em papel, e hoje quase nem o vemos, pois agora o dinheiro passa-se através de transferências.
13. Distingue diversos tipos de cartões bancários: débito, crédito e pré-pagos. 
R: Cartões de créditos, nós temos uma quantia certa de dinheiro no cartão e não podemos gastar mais do que temos no cartão, cartão de débito, o banco dá-nos uma quantia de dinheiro, a pessoa de confiança, e a pessoa pode gastar até esse dinheiro que o banco lhe deu, mas no final do mês tem de pagar o dinheiro que o banco lhe deu. cartão pré-pago, as pessoas pagam antes a quantia que querem gastar, e depois podem usá-los à vontade, até ao que comprou.

Sem comentários:

Enviar um comentário