quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Cálculo da Taxa de Inflação

1. Explicita os seguintes conceitos associados à taxa de inflação:
a) IPC-  conjunto de bens e serviços de modo que seja representativo do consumo da maioria da população;
b) Taxa de variação mensal  Variação dos preços por mês;
c) Taxa de variação homóloga  Variação dos preços de um mês do ano para o mesmo mês do ano anterior;
d) Taxa de variação média  Média percentual dos preços dos 12 meses;

2. Indica - consultando o site do INE - os valores da taxa de variação homóloga, em Dezembro de 2017, no Continente, para as seguintes rubricas:
a) Total excepto habitação- Continente- 1,48%
b) Total excepto produtos alimentares não transformados e produtos energéticos-Continente- 1,16%
c) Total excepto produtos alimentares não transformados-Continente-1,35%
d) Total excepto produtos energéticos-Continente- 1,29%
e) Produtos alimentares não transformados- Continente-2,26%
f) Produtos energéticos -Continente- 3,18%

3. Indica em que grupo do ponto anterior:
a) Os preços subiram mais- Produtos energéticos
b) Os preços subiram menos Total excepto produtos alimentares não transformados e produtos energéticos
c) Os preços desceram mais- Não há nenhum valor negativo
d) Os preços desceram menos- Não há nenhum valor negativo

4. O Índice de Preços pode calcular-se com base constante, isto é, sempre com o mesmo ano base (2011=100 significa que 2011 é o ano base), ou com base móvel. O IPC em cadeia calcula-se tomando como base de cálculo em cada ano t, o ano anterior, t-1.
4.1. Completa a tabela no ficheiro de ajuda com Taxa de Inflação de 2003 a 2017.

4.2. Indica em que ano:
a) Os preços estavam mais baixos- 2003
b) Os preços estavam mais altos- 2017
c) Os preços subiram mais- 2011
d) Os preços subiram menos- 2013
e) Os preços desceram mais- 2009
f) Os preços desceram menos- 2014

4.3. Explicita o conceito de taxa de inflação implícito neste exercício.
R: Taxa de crescimento médio dos preços em média.
4.4. Interpreta para 2017:
a) O Valor do Cabaz- EM 2017 pagavas se 1580€ enquanto que em 2011 se pagava 1500€ para ter os mesmos bens;
b) O Índice de Preços no Consumidor com 2011=100- EM 2017 o valor do índice de preços aumentou para 105,388, enquanto que em 2011 era 100
c) O Índice de Preços no Consumidor em cadeia- Em 2017, o índice de preços do consumidor, diminuiu, em relação a 2011, de 103,7 para 101,4;
d) A Taxa de Inflação- O valor de 2017, em relação a 2001, diminuiu de 3,7 para 1,4

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Preço de um bem - noção e componentes

1. Explica o paradoxo da água e do diamante utilizando os conceitos de valor de uso e valor de troca.
R: O diamante tem um valor de uso menor que da água já que a água é essencial à vida humana, para a nossa sobrevivência, agora em relação ao valor de troca, o diamante tem um valor de troca mais elevado, por exemplo, se formos fazer uma comparação entre o valor de um diamante com o valor de uma garrafa de água, o diamante vale muito mais por isso podemos vender/trocar por mais produtos ou por um valor mais elevado que o valor da garrafa de água.
2. Explica o paradoxo da água e do diamante utilizando os conceitos de utilidade total e utilidade marginal.
R: A utilidade marginal do primeiro copo de água é quase infinita, somos quase obrigados a gastar o nosso último euro nesse copo, pois necessitamos dele, agora a utilidade marginal do último copo é muito reduzida, ou seja, não somos obrigados a gastar o nosso último euro nesse copo pois não necessitamos. Já em relação ao diamante, não era tão necessário o gasto do primeiro diamante.
3. Refere três factores que influenciam a formação dos preços.
R: Custos fixos, custos variáveis e custos directos.
4. Comenta a importância da estrutura do mercado na formação dos preços, referindo dois exemplos de mercado concorrencial e dois exemplos de monopólio.
R:

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

História e tipos de moeda

1. Distingue troca directa de troca indirecta.
R. A troca direta, e trocar um produto por outro e troca indireta é troca o produto pelo seu valor em moeda.
2. Apresenta exemplos de bens que tenham sido utilizados como moeda.
R: Sal, conchas e peles.
3. Define moeda-mercadoria.
R. Moeda mercadoria, são produtos que já foram usados como mercadoria
4. “Para que um bem apenas sirva como moeda, esse bem deve ser inútil”. Justifica.
R: Um bem inútil tem de ser um bem monetário, ou seja, so é usado como moeda.
5. Indica as características que um bem deve apresentar para funcionar adequadamente como moeda.
R. Tem de ser um bem inútil, tem de ter um custo monetário e tem de ser genericamente aceite por todos nas trocas.
6. Define moeda de papel (primeiras notas).
R. Moeda papel, era um papel com o valor do ouro que podemos receber, e convertível,  e vamos buscar esse ouro ao cambista.
7. Explicita o conceito de moeda fiduciária (da expressão latina fiduciariu, que depende de confiança).
R: Moeda fiduciária, é a moeda que as pessoas não têm medo de receber porque sabem que o resto das pessoas têm confiança e que vão aceitar nas trocas.
8. Explicita o conceito de papel-moeda.
R: A moeda é inconvertível.
9. Define moeda escritural.
R. As pessoas escrevem o tanto de moedas que dão em papel.
10. Define moeda de plástico.
R: A moeda de plástico são os cartões.
11. Define moeda electrónica.
R: São as transferências de dinheiro.
12. Relaciona a evolução tecnológica com o processo de desmaterialização da moeda.
R: Ao longo do tempo a moeda foi ficando cada vez menos visível, primeiro em moedas, depois em papel, e hoje quase nem o vemos, pois agora o dinheiro passa-se através de transferências.
13. Distingue diversos tipos de cartões bancários: débito, crédito e pré-pagos. 
R: Cartões de créditos, nós temos uma quantia certa de dinheiro no cartão e não podemos gastar mais do que temos no cartão, cartão de débito, o banco dá-nos uma quantia de dinheiro, a pessoa de confiança, e a pessoa pode gastar até esse dinheiro que o banco lhe deu, mas no final do mês tem de pagar o dinheiro que o banco lhe deu. cartão pré-pago, as pessoas pagam antes a quantia que querem gastar, e depois podem usá-los à vontade, até ao que comprou.

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Conceito e funções da moeda

1. Apresenta um conceito de moeda.
R: O meio de pagamento, comum a todos, que facilita as trocas, as vendas e as compras. Um bem de aceitação generalizada que se utiliza como intermediário.
2. Explicita as funções da moeda apresentando exemplos.
R: Meio de troca: Desde que paguemos a o valor total do produto, não ficamos com dividas (Pagamento da conta do telefone)
Unidade de conta: Ao sabermos o preço unitário, sabemos o peso das unidades (Um caderno custa 1,50€, logo três cadernos custam 4.50€)
Reserva de valores: Podemos optar por não consumir hoje, assim acumulamos moedas para um produto futuro(Comprar uma casa é necessário poupar dinheiro).